Empreendedorismo

Abrindo a sua empresa de cursos

Abrir e manter uma empresa de cursos no mercado atual é uma tarefa que exige mais do que um simples investimento.

É preciso ter conhecimento do setor e criatividade para implementar recursos que tornem seu negócio mais otimizado e satisfatório.

Por isso, é importante estar atento a cada etapa que realiza em seu negócio, de forma a levar a conclusão de um negócio bem sucedido.

Nesse sentido, é importante que o serviço faça a diferença não só no mercado, como na vida das pessoas que contarão com ele.

No artigo a seguir, acompanhe 3 dicas fundamentais para você abrir sua empresa de cursos e obter o máximo desempenho no cotidiano de trabalho e na formação de profissionais devidamente habilitados para atuação em diferentes segmentos.

1 – Abrindo a empresa

Pode parecer óbvio que, antes de começar qualquer tipo de negócio, seja necessário inaugurá-lo.

Mas, na verdade, isso envolve uma série de procedimentos que devem ser seguidos conforme as recomendações legais no âmbito, possibilitando a criação de uma empresa regularizada e segura.

O que o microempreendedor precisa saber, antes de mais nada, é se não existe outro tipo de negócio que já leva o nome por ele escolhido. Isso porquê, no geral, a atribuição idêntica à dois estabelecimentos distintos não é permitida.

Para realizar essa verificação, é possível acessar o site da junta comercial. Já o Alvará de Funcionamento é um documento obrigatório emitido pelo governo municipal, de forma que também é necessário fazer uma pesquisa sobre os critérios de concessão da sua prefeitura para que o seu negócio possa ser instalado em determinado local e oferecer o serviço.

Feito isso, o negócio precisa ser devidamente registrado com um CNPJ, ou seja, um Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica, que seria semelhante à uma pessoa tirar sua Certidão de Nascimento.

Por meio da apresentação de documentos pessoais do(s) proprietário(s) e do Contrato Social (que aponta a existência real da empresa perante os órgãos responsáveis) já é possível iniciar a regulamentação do CNPJ.

No entanto, isso não significa que a empresa já possa começar a funcionar. O próximo procedimento necessário para a abertura é a inscrição para o arquivamento do ato constitutivo da empresa, o que exige documentos como:

  • Contrato Social;
  • Cópias do RG e CPF do(s) proprietário(s);
  • Requerimento padrão;
  • Ficha de Cadastro Nacional;
  • Pagamento da DARF.

Agora sim, a Abertura de microempresa está mais próxima. Vale lembrar que, a partir do registro oficial, ainda é preciso tomar algumas medidas para que, legalmente, sua empresa possa operar de forma segura e conforme as obrigações trabalhistas.

As regras e etapas de cada registro podem variar de acordo com o estado ou município onde a empresa será instalada.

2 – Cuidando dos funcionários

Toda empresa que oferece cursos de formação devem contar com uma equipe bem preparada e qualificada para exercer as atividades que fazem parte desse setor.

Por isso, é importante focar em bons profissionais e garantir que eles obtenham o máximo de segurança e amparo em todos os momentos.

O Exame Médico Admissional é fundamental em todo empreendimento, que, além de facilitar a contratação e o desempenho durante o tempo de atividade do profissional, é uma exigência indispensável para a seguridade do empregado e do empregador.

O exame trata-se de uma avaliação médica realizada por peritos devidamente habilitados e têm como objetivo apontar se o funcionário em questão possui condições físicas e psicológicas para desempenhar suas funções no cargo oferecido.

Isso é uma garantia de bem-estar organizacional e de que a saúde do funcionário, assim como a rentabilidade interna da empresa, serão preservados. O exame admissional traz mais segurança para todos os lados e permite que todas as etapas de contratação sejam devidamente seguidas.

3 – Ofereça cursos relevantes

É importante que sua empresa de cursos seja reconhecida no mercado por oferecer formações qualificadas e que tenham um impacto positivo na vida de cada aluno.

Para isso, é preciso oferecer propostas que sejam relevantes para o contexto social vivenciado atualmente e que possam proporcionar carreiras de sucesso.

Um dos cursos mais procurados nos últimos anos é o Curso de Piscineiro, voltado para o aprendizado sobre a manutenção de variados tipos de piscina.

O tempo de duração do curso pode variar conforme a instituição. Mas, todo curso de piscineiro deve abordar:

  • Limpeza de piscinas;
  • Manuseio correto de equipamentos;
  • Sistemas de bombeamento e filtração;
  • Dosagem de produtos químicos;
  • Segurança do trabalho.

Além da formação de piscineiro, outros tipos de cursos também podem ser oferecidos em sua empresa, desde que estejam voltados para uma atuação rentável no mercado.

O intuito deve ser desenvolver profissionais habilitados para o exercício competente das demandas na sua área.

O mais importante é que, seguindo esse três passos de forma completa e focada, seu negócio tem tudo para ser um grande sucesso!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *