ServiçosTerceirizaçãoTransporte

As garagens e a gestão de suas frotas

garagens

Hoje em dia é muito comum o transporte executivo e também o planejamento de uma logística mais adequada e que atenda com maior rigor as necessidades das empresas.

Portanto, é muito importante entendermos alguns pontos como o uso das garagens e da gestão de frotas.

As garagens são espaços de uso coletivo e que podem ser encontrados em muitos lugares, tendo como maior atenção os condomínios, tanto que a pesquisa por situações de garagem na internet gerará inúmeros resultados voltados aos condomínios.

Entretanto, além das garagens de condomínios podemos dizer que a empresa de transporte executivo precisa de um espaço para guardar os veículos e com muita segurança.

Assim, entramos no aspecto que iremos abordar neste artigo, a questão legal das garagens e a gestão de frotas que permite entender melhor todo esse processo.

A lei sobre as garagens em condomínios

Quando falamos de condomínios, geralmente, nos referimos aos condomínios residenciais, porém, existem uma série de condomínios como os comerciais e até mesmo industriais. Portanto, existe uma Lei que delimita o que é a garagem, os seus tipos e seus usos.

A Lei em questão é a Lei Federal 12.607/2012. Nela a venda ou aluguel do espaço de garagem está proibida a menos que haja aval em assembleia de pelo menos dois terços dos condôminos. O Código Civil brasileiro descreve três tipos de garagem.

A garagem autônoma é aquela com registro em cartório e de uso exclusivo do proprietário, podendo ser locado para empresas de fretamento de vans ou qualquer outro segmento ou então vendida, desde que a convenção permita.

A garagem vinculada é um tipo de propriedade privada, porém, não tem registro em cartório e não pode ser vendida nem aluga. E a garagem de uso comum, que não pertence a nenhum morador, não podendo alugar nem ser vendida as vagas.

Alguns aspectos que devem ser levados em consideração para que a garagem seja um espaço de guarda de carros e outros veículos seguro e bastante adequado para os processos de logística.

São eles:

  • Normas acessíveis;
  • Não permitir circulação de crianças;
  • As garagens não são depósitos;
  • Os carros precisam estacionar nas faixas.

Essas dicas são importantes para qualquer tipo de garagem, tanto para carros esportivos de uso comum ou frotas de aluguel de onibus.

Gestão de frotas: entenda melhor

As garagens são usadas em grande parte pelas empresas de logística e também empresas de transporte. Principalmente, porque esses empreendimentos possuem frotas, e as garagens estão presentes no que chamamos de gestão de frotas.

A gestão de frotas consiste no gerenciamento de todos os automóveis que são usados para o transporte ou a prestação de qualquer tipo de serviço.

Esse tipo de gestão é fundamental para que a eficiência da logística seja possível, e é aplicada tanto em garagens que estão alocadas em empresa de galpão pré moldado como as que estão perto das cidades.

Essa gestão de frotas mais adequada é feita com a centralização de dados sobre a manutenção dos veículos da frota, o consumo de combustível diário, semanal e mensal, quilometragem além das rotas percorridas.

Com esses dados em mãos é possível traçar planos para que os veículos sirvam a empresa com mais eficiência, aumentando os resultados e diminuindo os riscos e custos.

A gestão de frotas é indicadas para qualquer tamanho dessa frota, seja uma grande de cinquenta veículos ou aquela pequena frota de caminhões com painel de refrigeração. A gestão melhora a logística, e também a maior durabilidade dos veículos.

Uma frota bem gerida significa ter os controles e o planejamento dos processos com base em dados mais precisos e mais adequados. Os dados são variados como falamos, o gasto de combustível, as rotas mais seguidas e claro onde está sendo guardado.

Conhecer as rotas são fundamentais, pois é preciso que as rotas que saem da garagem sejam mais eficientes para entregarem onde foi designado, portanto, aqui o suporte de rastreador por GPS é fundamental para que o processos seja mais rápido e as decisões seja mais acertada.

Quanto maior for o grau de gestão menos riscos, maior oportunidade e então maior dinheiro. Para que a gestão de frotas seja possível é necessário entender a visão da sua frota, desenvolver uma política de uso dos veículos e a execução desses planos.

Portanto um transporte adequado e uma logística bem deita deve ser feita em conjunto com uma série de elementos como uso de dados e garagens.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *