SegurançaServiços

Colocando a segurança em primeiro lugar para a sua empresa

 Uma empresa deve ser um lugar seguro e agradável para todos os seus colaboradores. Por isso, existem equipamentos e cursos capazes de promover maior proteção e segurança para todos.

Neste artigo, você vai entender melhor sobre as medidas de proteção contra incêndio e possíveis acidentes no ambiente de trabalho.

Segurança contra incêndios

Existem muitos cuidados que uma empresa deve tomar para ser considerada segura contra incêndios. Em verdade, existe um conjunto de normas acerca disso e elas precisam ser cumpridas para que a empresa receba alvará para funcionar.

Essas medidas são avaliadas quando se chama o corpo de bombeiros para realizar a vistoria que gerará um laudo chamado de AVCB (Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros).

Nesse laudo, assegura-se que o local não apresenta riscos de incêndio e que, no caso de um acidente acontecer, todos os equipamentos necessários estarão em bom funcionamento para prestação do socorro.

Justamente pela necessidade dos equipamentos estarem funcionando como deveriam, esse laudo precisa ser periodicamente renovado em um período que varia de 2 a 5 anos.

Entretanto, não é sempre necessário realizar o AVCB. Existe outro laudo, chamado de Clcb (Certificado de Licença do Corpo de Bombeiros). Este ele pode ser feito por um técnico simples, sem a necessidade de chamar o próprio Corpo de Bombeiros.

Essa é uma opção para empresas menores e que apresentam menos riscos. Isto é, empresa que não possui um sistema de tubulação de gás complexo ou que não possui uma cozinha industrial etc.

Dentre os equipamentos obrigatórios, está o extintor de incendio. Muitas pessoas não sabem, mas existem diferentes tipos de extintor de incêndio e todos possuem uma aplicação diferente.

Os extintores de água servem para os incêndios em materiais sólidos, como papel e madeira. Assim, um escritório deve possuir um extintor de água.

Já os extintores de pó químico, são indicados para incêndios com líquidos inflamáveis (ou em equipamentos elétricos). Assim, quando um local contém máquinas que funcionam com óleo, é melhor que se opte por este modelo da categoria.

Também existem os extintores de gás carbônico, voltados para incêndios em equipamentos elétricos e os extintores de espuma mecânica, indicados para incêndios em materiais sólido ou líquidos inflamáveis.

Como se pode perceber, a mesma empresa pode precisar de diferentes tipos de extintores. O técnico ou os bombeiros não irão avaliar apenas se há a presença de extintor, mas também se aquele é o extintor correto para o local.

Existem outros itens que precisam ser utilizados na empresa, como a mangueira hidrante, as luzes de emergência, as placas sinalizadoras, entre outros itens essenciais.

Um dos mais úteis é o Alarme de incêndio, pois ele permite que o incêndio seja contido já nos seus primeiros momentos. Isso evita muitos problemas, pois quanto mais tempo se passa até que um incêndio seja descoberto, mais difícil se torna apagá-lo.

Basicamente, o alarme de incêndio é formado por um sensor de fumaça. Esse sensor pode ser infravermelho ou iônico, também havendo versões duais, que unem os dois sistemas.

Associar o sistema de alarme com um sistema de sprinklers é perfeito para quem deseja o máximo de segurança. Os sprinklers jorram água quando acionados e ficam distribuídos pelo teto.

Cuidados com primeiros socorros

O Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional (PCMSO) torna obrigatório que toda empresa possua um kit de primeiros socorros de acordo com o risco que as atividades ali exercidas apresentam.

Para empresas de porte menor, o kit é composto por:

  • Algodão e ataduras;
  • Fita crepe;
  • Esparadrapo e gaze;
  • Band-Aid;
  • Tesoura Mayo com ponta redonda;
  • Antissépticos;
  • Pinça;
  • Luvas.

Assim, em situações de acidente é possível prestar cuidados imediatos para o funcionário. Há casos em que os riscos são maiores, como em empresas nas quais há manipulação de objetos afiados, cargas pesadas e outros cenários. Mas para a maioria dos casos, esse é o kit utilizado.

É recomendável que se faça o curso de primeiros socorros para usar os equipamentos corretamente. Muitas empresas trabalham oferecendo esse serviço e podem tornar todos na empresa capazes de lidar com pequenos acidentes, aumentando a segurança no local.

Por fim, a dica é ir além do obrigatório e reforçar a segurança na empresa. Faça treinamentos e simulações de incêndio para todos os funcionários e certifique-se de que todos sabem utilizar os equipamentos de primeiros socorros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *