Empreendedorismo

Como abrir uma empresa do ramo comercial?

No estudo de empreendedorismo é aprendido que ser empreendedor significa estar disposto a fazer sacrifícios e tomar decisões.

Nem sempre essas decisões terão um final aceitável, contudo, faz parte da vida seguir em frente e assumir novos riscos a fim de chegar a um final feliz.

Para um microempreendedor individual a abertura de uma empresa no ramo comercial implica num oportunidade onde será tudo ou nada.

Mas não é algo simplesmente voltado para a sorte, todavia, é necessário saber investir e saber como ser comercial.

O que significa ser comercial?

Quando tratamos de comércio, muitas pessoas têm sonhos relacionados à venda de produtos que gostariam de produzir e fornecer por um preço.

Esse é o primeiro passo para se tornar comercial e investir nas pesquisas de como abrir uma empresa. O desejo de produzir ou realizar serviços e vendê-los mostra determinação.

O segundo passo é voltar para trás e analisar aquilo que você oferece. Longe de ser uma forma de tentar desmotivar, é totalmente o oposto e também uma forma de tentar mostrar que alguns padrões de escolha podem levar automaticamente ao fracasso.

De maneira mais direta, é importante que o empreendedor tenha noção daquilo que deseja fornecer; o seu produto possui um mercado de venda para a população?
Uma demanda de procura?

É muito comum que as coisas que alguém considera essencial não sejam de grande importância para os outros. E ainda que haja pessoas que procurem aquilo que você fornece, nem todas as situações podem indicar um ambiente saudável para o comércio.

O terceiro passo, então, pode ser colocado como a forma de procurar atender a uma demanda de uma grande parcela, não uma minoria. O que isso quer dizer?

Existem produtos que são procurados por quase toda uma população e neles podemos citar produtos de limpeza, roupas etc. Esses produtos garantem um mercado estável. É claro que fornecer um produto muito procurado não é sinônimo de estabilidade, tampouco de sucesso.

Como empreendedor é preciso saber como colocar seu produto em evidência, e com isso podemos entrar num quarto passo.

Nesse quarto passo podemos falar de saber se modernizar e se preparar para dar os primeiros passos com sua empresa.

Dizendo isso, vamos colocar que você já tem conhecimento do produto que quer vender e esse mesmo produto é muito procurado pela população.

Não se pode simplesmente jogá-lo nas prateleiras, a publicidade é muito importante, pois desse modo seu produto chamará a atenção naqueles breves segundos no qual os olhos do consumidor analisam as prateleiras.

Além de saber como divulgar seu produto, é importante também estar atento aos novos veículos de mídia atual, que podem ajudar muito mais na divulgação.

Desde uma página em redes sociais para divulgar novos produtos ou mesmo um site sobre a empresa e todos os serviços que ela presta!

Por exemplo, uma loja de roupas com um software para loja de roupas e, somado à isso, um aplicativo que ajuda os clientes a terem acesso ao estoque da loja, saber quais produtos estão à venda e futuras promoções.

Isso tudo podendo ser acessado pelos computadores e celulares!

Algumas empresas também contam com um mecanismo que ajuda na identificação de funcionários e controle dos mesmos.

Esses aplicativos são chamados ponto biométrico e digital. Cada um deles tem seus benefícios e desvantagens, contudo, o cartão de ponto digital tornou-se mais utilizado levando em consideração o regime de trabalho dado por empresas, e hoje em dia muitos realizam trabalho remoto.

Por isso, o ponto digital atende melhor às necessidades desses trabalhadores.

É chegada a hora da parte burocrática

Esse é um dos momentos mais importantes, pois aqui será definida a abertura da empresa de maneira formal. A parte mais importante, é a base de tudo, é definitivamente a abertura de cnpj mei.

Esse CNPJ é destinado somente para microempreendedores individuais. Essa documentação é importante para que a empresa seja vista formalmente pela justiça e também permite que o dono e gerenciador estejam suscetíveis aos benefícios do governo.

Para obter esse documento é importante verificar os sites dos órgãos responsáveis para saber se você cumpre os requisitos estabelecidos.

Após isso, basta apresentar os documentos comuns, como CPF, RG, comprovantes de residência e também apresentar uma declaração de imposto de renda.

Fique sempre atento com as normas para que tudo ocorra bem. Em geral, é um processo bem rápido. Agora, mãos à obra!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *