Indústria

Como funcionam os processos de armazenagem industrial

Antigamente, quando se pensava em armazenagem industrial, a imagem associada era de uma ocupação física de grande porte, semelhante aos pavilhões, que abrigavam uma série de mercadorias.

No entanto, graças ao avanço tecnológico, os processos de estocagem foram transformados em sistemas automatizados, muito mais eficientes, precisos e otimizados.

Assim, até mesmo estabelecimentos de menor porte e com pouco espaço disponível podem usufruir de uma gestão de armazenamento e distribuição.

Junto a isso, tem-se a introdução de novos serviços de logística, capazes de adequar o armazenamento, de acordo com as necessidades e prioridades de cada cliente.

Isto é, no caso de uma empresa que não possui armazéns ou centros de estocagem, é possível sugerir os galpões industriais para locação, que são capazes de abrigar um grande conjunto de mercadorias.

Além disso, as empresas podem dividir espaço com outros empreendimentos, o que reduz significativamente os gastos e, como consequência, aumenta a lucratividade.

As vantagens de alugar galpões industriais para armazenagem

Além de reduzir custos, o aluguel de galpões também é uma alternativa eficiente para empresas que não desejam investir em grandes modificações estruturais.

Ou seja, não há a necessidade de construir um local específico para armazenagem, já que os serviços de locação dispõem de áreas construídas em diversos endereços.

Com isso, o cliente pode escolher o galpão mais próximo, para facilitar os procedimentos de expedição, distribuição e demais operações logísticas.

Ao lado disso, o aluguel de galpões industriais tem muitas outras vantagens, entre as quais:

  • Possibilidade de uso por tempo determinado;
  • Alto nível de segurança da área;
  • Colaboradores especializados na organização das mercadorias;
  • Sistemas integrados de gerenciamento logístico.

Ou seja, mais do que alugar um galpão, o aluguel proporciona benefícios que dizem respeito ao serviço de armazenagem e estocagem.

Em geral, os galpões industriais são automatizados, isto é, possuem equipamentos e softwares de gerenciamento altamente tecnológicos, para agilizar todo o processo logístico.

Há, ainda, outros serviços inclusos, como a distribuição e expedição de mercadorias, com a identificação de produtos para evitar perdas, danos ou extravios.

Ademais, existem diversos modelos de galpões disponíveis para locação. Desse modo, caso a empresa ache melhor um galpão para alugar de tamanho menor, é possível escolher entre as várias opções disponíveis.

No caso de indústrias de grande porte, o recomendável é optar por estruturas maiores, ainda mais se a fábrica desenvolver grandes maquinários. Desse modo, a movimentação das máquinas é mais fácil e o risco de danos aos equipamentos, menor.

Vale ressaltar que grande parte do galpões industriais possui cobertura, aumentando a segurança com as mercadorias.

Além de evitar furtos, as coberturas são importantes para evitar o desgaste precoce dos produtos, devido às ações de intempéries, variações climáticas, alta incidência de raios solares, entre outros.

A importância do treinamento de colaboradores para os serviços de logística

Em todos os âmbitos de trabalho, incluindo os serviços de armazenamento e logística, é preciso realizar um treinamento prévio com os colaboradores, bem como informar as condições de trabalho.

Em alguns casos, pode ser necessário intensificar os treinos, em especial, quando o trabalhador está exposto à riscos, doenças ocupacionais e possibilidades de acidentes de trabalho.

O treinamento NR 33, por exemplo, consiste em aprofundar conhecimentos dos colabores em espaços confinados. Na logística, isso pode ser importante para profissionais que desempenham função de vigia em ambientes de confinamento.

De maneira geral, o treinamento da NR 33 é um curso com carga horária de 16 horas, válido por 1 ano. Passado o período, o trabalhador deve ser submetido a um novo treinamento, para renovação do aprendizado.

O principal objetivo do curso é capacitar os profissionais, como forma de evitar a ocorrência de acidentes de trabalho, em conformidade com a NR 33 e a NBR 16577.

No cursos, os colaboradores irão aprender como realizar corretamente os trabalhos em espaço confinados, quais medidas devem ser tomadas para maior segurança e, ainda, quais são os principais

Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) e Coletiva (EPCs). Importante ressaltar que todos os EPIs devem ser fornecidos pela empresa contratante e devem estar em perfeitas condições de uso.

Portanto, ao adquirir qualquer EPI, deve-se priorizar a compra em fabricantes de luvas de segurança e demais acessórios de proteção que tenham reconhecimento no mercado, experiência e confiança.

Desse modo, todos os artigos estarão com garantia de uso e ajudarão os colaboradores em seus trabalhos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *