EquipamentosServiços

Descubra como otimizar o processo de compras em lojas com a leitores de código

Quem tem um estabelecimento sabe bem que tempo é dinheiro nas compras. Por isso, quanto mais rápidos e fáceis forem os processos realizados na loja, melhor.

Há diversas formas de tornar o processo de compras e de atendimento mais eficientes, talvez o mais relevante deles seja tornar o registro dos produtos vendidos algo automático e contar com um caixa que evite filas.

Você sabe o que são coletores de dados?

O leitor de codigo de barras bluetooth é a escolha perfeita para quem deseja mais praticidade e rapidez no atendimento.

Utilizar um leitor de código de barras sem fio dá mais mobilidade ao caixa, o que facilita quando se trata de produtos grandes, cujo manuseio é dificultado.

O aparelho permite mais facilidade, evitando filas. Melhor ainda, a capacidade de processamento é impressionante, alguns modelos contam com 330 leituras por segundo!

Geralmente, o consumo de energia é baixo, necessitando de poucas horas carregando, o que também implica na economia de energia.

Você sabe o que é um coletor de dados android? Esse aparelho facilita muito o gerenciamento dos ativos da empresa, coletando esses dados e enviando para o sistema utilizado. Há diversos tipos de coletores de dados:

  • Veicular;
  • Portátil;
  • RFID;
  • Vestível.

Em armazéns, há muito interesse em saber a quantidade e a natureza dos produtos que foram retirados e depositados, tarefa muito facilitada pelo coletor de tipo veicular.

O sistema de RFID funciona por radiofrequência e permite que se colete dados sem posicionar o aparelho em frente a uma etiqueta, o que torna possível verificar cada item de um lote sem que se precise desmontá-lo.

O coletor de dados vestível faz juz ao seu nome: é possível vestir o computador no braço e o leitor de códigos (geralmente a laser) nos dedos.

Um coletor de dados smartphone se encontra na categoria dos portáteis. Ao transformar o celular em um coletor de dados se consegue uma forma prática e econômica de registrar os produtos e enviar as informações para sistemas de computação.

A desvantagem dessa técnica é que ela exige que o celular seja posicionado perto da etiqueta para funcionar, ao passo que muitas outras disponíveis no mercado funcionam de forma automática e a longas distâncias.

Outro aparelho que entra nessa última categoria é o mini leitor de código de barras bluetooth. O tamanho reduzido e a tecnologia bluetooth permite que se leve o apetrecho para qualquer lugar, levando mais liberdade ao operador.

A maior parte dos equipamentos eletrônicos conta com o sistema de bluetooth, então procure por um coletor que seja compatível com os sistemas operacionais mais comuns: o IOS, Android, Windows e Linux.

Analise as suas opções!

Antes de efetuar a compra, é recomendável que se leia o coletor honeywell manual. Os manuais estão disponíveis na internet em PDF e o acesso é fácil.

Assim, é possível saber todas as especificações do produto e decidir qual a melhor opção para atender às suas necessidades em questão.

Por exemplo, alguns contam com a captura de imagens digitais e são capazes de registrar assinaturas, além de terem capacidade de ler códigos bidimensionais.

Caso você queira usar esse equipamento apenas para realizar o balanço geral da empresa, conte com serviços de locação de coletor de dados honeywell.

Muitas empresas alugam a diária do aparelho e disponibilizam serviço de entrega dos coletores no local no qual ocorrerá a gestão de inventário.

Assim, é possível obter dados mais precisos e diminuir em muito tempo o período gasto com o balanço geral, sem a necessidade de fazer um grande investimento.

O aluguel desses produtos conta com outras vantagens: é possível contar com tecnologia de ponta, os melhores coletores do mercado, sem que se precise acumular muito capital.

Não há que se preocupar com a manutenção dos produtos; não há que se preocupar com a perda de valor gradual e inevitável (obsolescência) dos produtos.

No entanto, quando se planeja fazer uso diário e rotineiro desses aparelhos, com o fim de facilitar as compras em lojas, optar por fazer a locação acaba saindo mais custoso.

Por fim, esses apetrechos são muito simples de se usar e não exigem que você desprenda muito tempo treinando os funcionários que farão seu manuseio.

Em apenas um dia (ou menos) já se consegue garantir que todos estejam fazendo a gestão de inventário ou registrando as compras do dia de forma correta e ágil.

Investir em um fluxo de trabalho mais acelerado faz toda a diferença em lojas, é comprovado que os clientes procuram os lugares que menos oferecem filas e que valorizam o tempo de quem está comprando.

Assim, essa não é apenas uma forma de ter mais controle dos ativos ou de facilitar a vida dos funcionários, mas, é uma maneira de conseguir mais clientes para a sua marca.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *