AlimentosDicasEmpreendedorismoEquipamentosNegócios

Empreendedorismo no ramo de alimentos: o que é preciso saber

Os negócios no ramo de alimentação estão crescendo cada vez mais, mesmo diante de cenários de crise. De acordo com o relatório divulgado pela Associação Brasileira das Indústrias da Alimentação (ABIA), o setor teve um crescimento de 9,3%, entre os anos de 2015 a 2016.

Além disso, a busca por alimentos saudáveis e orgânicos fez com que o setor também se expandisse. Dados de uma pesquisa realizada mostrou que o segmento de produtos saudáveis movimentou cerca de R$92,5 bilhões no país, colocando o Brasil em quarto lugar no ranking mundial de faturamento voltado para alimentação saudável.

Já o setor de produtos orgânicos teve uma movimentação de R$ 153 milhões no ano de 2018, com um aumento de 2% em comparação com 2017. Ou seja, empreender no ramo alimentício tem sido um investimento promissor, especialmente em negócios de alimentação saudável.

Por esse motivo, vários empresários e empreendedores estão buscando alternativas rentáveis, devido ao cenário promissor para os negócios.

O que é preciso para abrir um negócio de alimentação?

Em primeiro lugar, para empreender no ramo da alimentação é preciso escolher o tipo de negócio.

Os restaurantes são os preferidos pelos empreendedores, pois oferecem amplas possibilidades e oportunidades de retorno financeiro.

No entanto, como qualquer negócio, é preciso ter um investimento inicial, com a compra de equipamentos, máquinas e aparelhos indispensáveis para qualquer estabelecimento alimentício.

A pista fria e quente para restaurante consiste em uma estrutura montada em aço, geralmente, projetada para locais com atendimento self service.

Com a pista, o cliente dispõe de uma variedade de pratos, quentes e frio, e ele mesmo pode se servir. A principal vantagem está na liberdade de comer o que quiser, de acordo com os pratos do dia.

O equipamento também é visto em restaurantes a la carte, que possuem um atendimento misto com oferta de pratos e pista.

Já o expositor de bebidas é outro equipamento indispensável para os estabelecimentos alimentícios.

Similar à uma geladeira, ele serve para armazenar em temperatura ideal as bebidas, como refrigerantes, sucos, água, cervejas, entre outros.

Desse modo, o cliente é servido sempre com um líquido gelado e, além disso, pode visualizar quais são as opções disponíveis.

É importante ressaltar que os expositores agilizam o atendimento, principalmente quando estão instalados no salão de mesas, já que os garçons podem pegar as bebidas diretamente nos equipamentos, sem a necessidade de ir até à cozinha. Entre outros equipamentos para restaurante, destacam-se:

  • Os fornos e fogões industriais;
  • As geladeiras e freezers;
  • As cadeiras e mesas para clientes;
  • Os utensílios básicos de cozinha.

Além dos restaurantes, outros estabelecimentos do ramo de alimentação devem conter os equipamentos citados acima.

Por isso, é imprescindível verificar quais são os itens básicos para qualquer negócio alimentício, especialmente no que concerne à conservação dos produtos (bebidas e comidas).

O balcão de inox para lanchonete e restaurantes é outro equipamento muito comum. Ele é instalado na cozinha e tem como principal objetivo a conservação dos alimentos.

O balcão opera em uma temperatura que varia de -20ºc a +10ºc, com refrigeração pelo sistema de placa estática, forçador de ar ou serpentina. Devido à essas características, o equipamento é popularmente conhecido como balcão refrigerado.

Divulgação do restaurante: como pensar nas estratégias de marketing

Para alavancar os negócios com empreendimentos de alimentação, não basta somente investir em bons equipamentos.

Isso porque, além disso, é necessário projetar ações e estratégias de marketing, com a finalidade de captar a atenção dos potenciais clientes e, dessa maneira, ter boa rentabilidade com o negócio.

A primeira atitude diz respeito na definição da marca, com conceito, valores e missão do estabelecimento.

Tudo isso irá ajudar na confecção dos materiais de comunicação visual, que serão os principais elementos atrativos para o empreendimento.

Após isso, é preciso investir em layouts, inclusive no banner para salão, que ficará exposto na entrada do estabelecimento.

Com um bom planejamento, é possível pensar em várias estratégias de marketing, que irão ajudar no crescimento do negócio.

O avanço e a popularidade da internet, por exemplo, possibilitou o investimento em mídias sociais, que são extremamente eficientes para a divulgação.

Por esse motivo, empreender também significa planejar com cuidado. O empreendedor no ramo de alimentação deve levar em conta vários detalhes, que farão toda a diferença no sucesso dos negócios.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *