Empresas

Empresa de fabricação e venda de cestas básicas

O custo da cesta básica SP, bem como em outras regiões, costuma ser usado como termômetro de um indicador econômico que ainda tira o sono de muitos brasileiros: a inflação. Ao mesmo tempo, o custo desse item é usado por juízes para fixar o valor de indenizações judiciais.

Por fim, a cesta básica, em si, costuma ser oferecida tanto como benefício contínuo aos funcionários de diversas empresas ou, ainda, como brinde em ocasiões especiais, como o fim de ano.

Todas essa situações mostram algo que, intuitivamente, muitas pessoas já sabem: a cesta básica, sua composição e seu custo são algo extremamente importante no Brasil.

Por conta disso, muitas pessoas consideram abrir uma empresa de cesta básica, ou seja, um estabelecimento que se responsabiliza por montá-las.

Quer aprender mais sobre isso? Então continue lendo e confira algumas dicas para empreender no ramo, quais são os cuidados que devem ser tomados e qual é o público que pode ser atendido.

O que é uma cesta básica?

Por mais que haja o entendimento de que uma cesta básica simples é um conjunto de gêneros alimentícios básicos, que devem ser o suficiente para sustentar uma família durante um mês, não há um consenso a respeito dos produtos que a compõem.

Apesar disso, há alguns alimentos que sempre estão presentes nela, tais como:

  • Arroz;

  • Feijão;

  • Bolachas, tanto doces quanto salgadas;

  • Café.

Vale ressaltar que, por razões de segurança, itens perecíveis, como carnes e laticínios frescos, não são incluídos na cesta básica.

Caso sua empresa queira oferecê-los, será preciso criar locais de armazenamento para que eles não se tornem impróprios para o consumo.

Vale a pena investir em uma empresa na área?

Tendo em vista a alta procura por cestas básicas, seja ela do tipo cesta de natal para funcionários ou como benefício constante a todos os empregados, abrir uma empresa especializada em sua montagem e distribuição pode ser uma boa opção para quem sonha em abrir o próprio negócio.

Apesar disso, é preciso ter em mente que a alta procura, por si só, não serve como garantia de que o negócio será bem-sucedido.

Assim como qualquer outro estabelecimento, é fundamental que sua abertura seja precedida de muita pesquisa, bem como uma análise do público e da concorrência.

Quais os cuidados necessários a empresa?

Quando se trata de indústria, é preciso ter em mente que há um fator decisivo para o seu sucesso: a eficiência. Em outras palavras, é fundamental pensar em maneiras de fazer com que os recursos rendam o máximo possível, de modo a tornar a empresa mais competitiva.

De acordo com especialistas na área, uma das melhores maneiras de fazer isso é investindo na automação industrial, ou seja, no uso de máquinas para a realização de determinadas tarefas.

Isso, por sua vez, requer cuidados especiais, como a existência de uma estrutura elétrica robusta, que inclua geradores.

Do mesmo modo, é fundamental realizar manutenções periódicas, de modo a garantir que os itens mais importantes, como o quadro de transferência automática para gerador, estejam funcionando adequadamente.

Ao mesmo tempo, é fundamental que o proprietário do negócio esteja atento à qualidade dos insumos entregues pelos fornecedores.

Nesse caso, o detalhismo é fundamental: um pouco de ferrugem ou mesmo um amassado em uma lata, por exemplo, pode prejudicar a conservação do alimento em seu interior.

Portanto, é importante vistoriar todos os insumos antes que eles sejam colocados na cesta.

Por fim, também é essencial que o proprietário do estabelecimento tenha os custos operacionais sob controle durante todo o tempo.

Tudo, desde a compra de insumos para a fabricação das cestas até a manutenção preventiva geradores diesel, deve ser considerado no momento de elaborar o orçamento.

Qual seria o público de uma empresa do tipo?

Como os alimentos que compõem a cesta básica são considerados gêneros essenciais para a subsistência, o mercado para uma empresa que se dedica a confeccioná-las é amplo.

É possível, por exemplo, fazer vendas a supermercados, já que muitos deles vendem cestas prontas para os seus clientes.

Da mesma maneira, há a possibilidade de atender o público do meio corporativo, principalmente as empresas que fornecem cestas básicas como um benefício a seus funcionários.

Além disso, a fabricante pode trabalhar com cestas diferenciadas para ocasiões especiais, como Páscoa e Natal, ampliando ainda mais o seu mercado consumidor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *