EquipamentosNormasSegurança

Entenda sobre NR12 e suas aplicações em tanques e autoclaves

Antes de conhecer as aplicações da NR12 especificamente em tanques e autoclaves, é importante apresentar que trata-se de uma Norma Regulamentadora que aborda a segurança no trabalho em máquinas e equipamentos, prezando por operações adequadas e seguras para todos os colaboradores.

Dessa maneira, a norma abrange informações precisas acerca das máquinas e equipamentos, tais como:

  • Transporte;
  • Utilização;
  • Manutenção;
  • Instalação;
  • Eliminação.

Assim como em outros casos, a adoção das medidas é uma responsabilidade atribuída ao empregador, assim como o uso de dispositivos de segurança para maquinas e equipamentos.

Sendo assim, com a NR12 é possível garantir equipamentos e máquinas mais seguros, trabalhadores protegidos e melhores condições de trabalho de forma geral.

Trata-se de uma norma reguladora extensa e minuciosa, sendo assim, até mesmo em questões mais específicas, como no caso dos tanques e autoclaves, diversos fatores devem ser considerados.

Uma vez que o meio industrial é muito amplo, o monitoramento constante do que está previsto na NR 12 é indispensável em ambos os casos.

Os tanques em polipropileno são amplamente usados para o armazenamento ou mistura de diversas substâncias, como bebidas não degradáveis, soluções corrosivas e o tanque de polipropileno para diesel.

Há possibilidade de encontrar grande variedade de tamanho e formato dos tanques, além disso, algumas empresas atuam com projetos mais personalizados, oferecendo acessórios adicionais e atendendo limitações na área para instalação.

É indispensável que exista a seleção adequada dos componentes de segurança que correspondem ao grau de risco estabelecido, assim como um relatório preciso de análise de risco, entre outras providências que se enquadram neste e em outros casos.

O que é autoclave industrial?

Basicamente, a autoclave industrial consiste em um recurso fundamental para a esterilização.

No que diz respeito a operação, no momento em que o vapor é injetado na câmara interna presente na autoclave e estabelece contato com a parede fria do material que será esterilizado, ocorre a condensação e a transferência do calor latente.

Dessa maneira, o progresso do mesmo método é viabilizado, com a transferência de mais calor e entrada de mais vapor.

Além da alternativa por vapor d’água sob pressão, a autoclave também pode atuar por meio de peróxido de hidrogênio.

De qualquer maneira, é importante observar que, de forma geral, os processos são seguros, principalmente por serem realizados em um ambiente com ausência de materiais com potencial contaminante e sob vácuo, o que assegura o envolvimento de cada instrumento a ser esterilizado.

É um processo aplicado para a destruição de microorganismos por meio da desnaturação, além da coagulação de proteínas.

É importante citar que este item não atende apenas a indústria, como também outros setores, apresentando distinções entre determinados recursos dos equipamentos.

Em laboratórios, por exemplo, as autoclaves são amplamente utilizadas para o aquecimento de soluções acima do ponto de ebulição em prol da esterilização de instrumentos laboratoriais e médicos.

Sem dúvidas, é crucial que o técnico responsável apresente um bom desempenho na operação da autoclave, principalmente para que a esterilização alcançada seja satisfatória.

Afinal, é um resultado que pode ser muitas vezes decisivo, principalmente quando se trata de hospitais.

Entre os aspectos que podem variar entre os equipamentos, além da finalidade e setor atendido, é possível citar a garantia, volume da câmara, que pode variar de 110 litros até mais de 28.000 litros, entre outras particularidades que devem ser observadas.

A importância do inventário de máquinas e equipamentos

Quando se fala em inventário de máquinas e equipamentos nr12, trata-se de algo imprescindível para as empresas. No entanto, é fundamental que o inventário esteja sempre atualizado de acordo com as exigências da norma.

Basicamente, se trata de uma lista de máquinas e equipamentos usados nos processos produtivos da empresa. No entanto, diversos aspectos devem ser atendidos pelo documento, tais como:

  • Características de destaque dos equipamentos;
  • Layout da empresa;
  • Capacidade das máquinas;
  • Averiguação preliminar do risco;
  • Plano de ação;
  • Indicações.
  • Sistema de segurança.

Dessa maneira, é possível não apenas atender a Norma, como também promover um melhor controle e organização das máquinas presentes na empresa, além de identificar com maior facilidade características importantes, como os sistemas de segurança, fluxo de materiais e localização.

Conforme pode ser observado, há diversas questões envolvidas pela NR 12, que vão além de tanques e autoclaves.

É o que ocorre com muitas normas vigentes, o que só reforça a necessidade de recorrer a profissionais qualificados para a adequação das normas e para estabelecer um ambiente de trabalho que esteja de acordo com a legislação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *