Segurança

Formas de se evitar incêndios em uma empresa

Uma das preocupações centrais, no que diz respeito à segurança de um estabelecimento, é a prevenção de incêndios.

A magnitude dos estragos relacionados ao fogo é devastadora em termos materiais, mas, sobretudo em termos de vida.

Perigosamente, são muitos os fatores que podem provocar chamas dentro de uma empresa. Por isso, existem alguns procedimentos padrões para evitar que isso aconteça.

Incêndios podem ocorrer em quaisquer locais, por diversos motivos. É importante que as pessoas saibam lidar com esse tipo de situação sem desespero.

As ações voltadas à prevenção devem envolver a todos os colaboradores, de modo que estejam sempre preparados para atuar na proteção coletiva.

Nesse sentido, o investimento em treinamento dos funcionários faz toda diferença, tanto em prevenção quanto em combate de incêndios.

É possível realizar um curso de bombeiro civil sp, através do qual se pode aprender os principais modos de ação de segurança e manutenção das ferramentas direcionadas ao enfrentamento do fogo.

Além disso, bombeiros civis possuem o conhecimento necessário para prestação de primeiros-socorros às vítimas da situação, bem como a capacidade de elaborar estratégias de intervenção e resposta rápida aos problemas desencadeados pelo incêndio.

Existem instituições credenciadas para a formação de bombeiros civis espalhadas por todo o país.

O intuito é fornecer a base para o desenvolvimento de profissionais competentes, aptos a tomar decisões imediatas em relação à segurança e saúde dos envolvidos em desastres.

Outra medida importante é a consolidação de um Plano de abandono, que consiste em estabelecer a maneira mais segura de evacuar as pessoas do edifício, no caso de incêndios.

Depois de formulado, o plano deve ser seguido de simulações repetidas na edificação ao qual se refere, oferecendo aos colaboradores a experiência e aumentando a tranquilidade, caso venha a ser uma ocorrência real.

Por essa razão que todas as vias de passagem devem permanecer desobstruídas, de forma a precaver os acidentes nas saídas, principalmente, as escadas e corredores.

É de suma importância, também, a presença de sinalizações ao longo dos espaços, orientando os funcionários quanto às direções necessárias.

Geralmente, um plano de abandono contém as seguintes especificações:

  • Coordenadores;
  • Liderança de abandono;
  • Brigada de incêndio;
  • Grupo de apoio.

O Sprinkler é largamente utilizado no combate aos incêndios

Muito comum em empresas é o Sistema de sprinklers, que se trata de uma rede de dispositivos capaz de jorrar água ao identificar incêndios. Basicamente, o sprinkler possui sensores de resposta ao aumento da temperatura do ambiente.

Quando o calor ficar excessivo, um componente será ativado e a passagem da água ficará livre.
O sistema tem contribuído para a prevenção do alastramento de incêndios ao longo do tempo e, no geral, as empresas adotam o método devido à eficácia comprovada.

Os empresários devem ficar atentos ao tipo de sprinkler que estão adquirindo. Essa ferramenta é certificada e segue parâmetros estipulados pela ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas).

As portas corta fogo auxiliam na fuga em momentos de incêndio

Igualmente importantes à prevenção e combate ao fogo na empresa, a porta corta fogo contém componentes isolantes térmicos, sendo capaz, portanto, de resistir a temperaturas elevadas.

Assim, o fogo e fumaça encontram dificuldades em proliferar, facilitando a ação de evasão das pessoas.

São comuns em estabelecimentos comerciais e estão associadas às saídas de emergência, abrindo para locais com menor risco.

Esse tipo de porta pode ser confeccionado de acordo com as necessidades, mas também deve estar dentro das normas propostas pela ABNT.

Uma das regras orienta a permanência das portas fechadas, mas sem qualquer tipo de trinco que necessite de chaves.

Para o bom funcionamento, a porta corta fogo precisa de manutenção mensal. Além disso, os espaços próximos à porta, tanto no interior quanto exterior, devem estar desobstruídos.

Extintores e hidrantes

Não há como falar em incêndios sem falar de extintores. Trata-se da ferramenta mais solicitada na hora da ocorrência. No entanto, existem classes diferentes de extintores, idealizadas para origens distintas do fogo.

O extintor abc, por sua vez, reúne todas as classes e combate as causas mais comuns de incêndio nos edifícios, isto é, a eletricidade, líquidos inflamáveis e materiais de fácil combustão.

Desse modo, a empresa que contém esse tipo de extintor é contemplada pela versatilidade do equipamento.

Há uma série de instrumentos utilizados na luta e prevenção dos incêndios, que facilitam o trabalho dos bombeiros.

Os hidrantes têm essa função. Instalados em pontos de saída de água, podem ser usados em diversos locais: indústrias, ruas, prédios. Mas deve-se ater aos tipos de hidrante disponíveis no mercado e adquirir o mais adequado ao estabelecimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *