Empreendedorismo

O que é preciso para montar uma cafeteria?

Fazer uma pausa na rotina caótica para degustar um café e um doce ou salgado bem preparado em uma cafeteria é um prazer bem-vindo no dia a dia de muitas pessoas.

Além disso, como ele não custa caro, não é o tipo de coisa que costuma ser descartada em épocas de crise econômica.

Consequentemente, abrir uma cafeteria é uma ideia muito popular entre pessoas que pretendem começar seu próprio negócio.

Porém, é preciso ter em mente que a alta demanda pelos produtos que o estabelecimento oferece não são o suficiente para assegurar que a empreitada será bem-sucedida: é preciso se planejar, bem como contar com alguns itens básicos que permitam o seu funcionamento.

Pensando em abrir uma cafeteria, mas não sabe por onde começar? Então continue lendo e confira alguns dos itens necessários para entrar neste ramo:

Equipamentos de qualidade

Como o próprio nome diz, uma cafeteria sobrevive da venda de cafés e de acompanhamentos, sejam eles doces ou salgados. Assim, uma das prioridades dos empreendedores da área deve ser contar com equipamentos que permitam seu preparo e conservação, como:

  • Cafeteira expresso;

  • Fornos;

  • Mostradores de comida quente e fria;

  • Refrigeradores e freezers industriais.

Infelizmente, estes objetos, assim como os demais equipamentos usados em cozinhas industriais, não são nada baratos. Portanto, é preciso pesquisar para conseguir o melhor preço, mas sem abrir mão da qualidade.

A boa notícia é que, enquanto os proprietários não decidem os modelos a serem adquiridos, é possível investir no aluguel de algumas destas máquinas.

locação de máquina de café, por exemplo, está disponível junto a empresas especializadas.

Itens de segurança

A má situação da segurança pública brasileira não é novidade para ninguém. Contudo, o que nem sempre é considerado é que estabelecimentos comerciais costumam ser mais visados do que residências.

Afinal, além das grandes somas de dinheiro que eles costumam abrigar, também costuma haver equipamentos valiosos em seu interior, que, se vendidos, podem render uma quantidade de dinheiro interessante às quadrilhas.

Por este motivo, é essencial que os proprietários de uma cafeteria contem com aparatos de segurança, de modo a desencorajar invasões.

segurança eletronica, por exemplo, é uma boa solução: trata-se de um serviço prestado por empresas, que instalam itens como alarmes, câmeras e sistemas completos de segurança e, por meio deles, podem detectar incidentes como invasões e até incêndios.

Assim, o proprietário do espaço é notificado, assim como as autoridades. Devido à popularidade do serviço, não é difícil encontrar empresas de segurança eletrônica sp ou mesmo em outras localidades.

Equipe qualificada

É muito difícil – para não dizer impossível – que apenas os sócios consigam fazer uma cafeteria funcionar.

Entre o preparo dos alimentos servidos, o atendimento ao cliente e a gestão financeira e de estoque do estabelecimento, eles estarão sempre ocupados demais. Portanto, será preciso contar com uma equipe para ajudar.

Neste momento, é essencial que os proprietários invistam bastante tempo na procura pelos profissionais ideais.

Além das habilidades técnicas, é interessante que eles tenham habilidades de liderança, de modo que os trabalhos fluam adequadamente mesmo quando os sócios estiverem fora.

Caso nenhum dos proprietários tenha disponibilidade para supervisionar a equipe durante o horário de funcionamento como um todo, também é interessante contratar um gerente.

Trata-se de um funcionário, mais qualificado e/ou experiente que os demais, que ficará encarregado de garantir que a cafeteria funcione sem maiores problemas.

Por conta disso, é interessante preferir candidatos que tenham passado por um treinamento de liderança ou por uma qualificação semelhante.

Sistema de gestão

Estabelecimentos do ramo de alimentação estão entre os mais difíceis de se administrar. Afinal, além de controlar o fluxo de caixa, é preciso acompanhar os níveis de estoque, as reposições, lidar com as normas da vigilância sanitária, entre outros.

Assim, é interessante que os sócios contem com uma ferramenta que facilite estas tarefas.

A boa notícia é que há uma ferramenta no mercado projetada especialmente para isso: o sistema de gestão ERP.

Trata-se de um software que tem como diferencial o tratamento integrado dos dados inseridos nele, facilitando o controle do que se passa no estabelecimento.

Por exemplo: quando uma venda é registrada, o valor é lançado automaticamente nas contas a receber. Além disso, os itens vendidos são deduzidos automaticamente do estoque.

Caso ele chegue a um nível crítico, os proprietários receberão um alerta de reposição, evitando as quebras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *