DicasEmpreendedorismoEmpresasEquipamentos

O que levar em conta ao empreender: atenção aos detalhes

O número de empreendedores no Brasil cresce a cada dia. De acordo com uma pesquisa realizada pela GEM (Global Entrepreneurship Monitor) no ano de 2018, o Brasil chegou a 38% na TTE (Taxa de Empreendedorismo Total), o que significa que cerca de 52 milhões de brasileiros têm um negócio próprio.

O estudo da GEM também demostrou que o Brasil está em destaque dentre os países em desenvolvimento, em especial, os pertencentes do BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul). Ainda segundo o GEM, no grupo, o país possui a maior taxa de empreendedorismo, seguido da China, com 26,7% do TTE.

Para o SEBRAE (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas), a maior parte dos empreendedores brasileiros têm entre 18 a 64 anos; da faixa, pessoas com idades de 25 a 34 anos são as mais ativas.

Do total de empreendedores, 30,5% está mantendo a empresa com até 3 anos de atividade, demonstrando uma boa porcentagem de sucesso dos negócios.

Além disso, os números tendem a crescer: perspectivas apontam que o empreendedorismo está em alta no Brasil e, portanto, é cada vez mais comum a abertura de novos negócios.

Contudo, para que as empresas se mantenham em funcionamento, é necessário ter um bom planejamento, com a elaboração de um Plano de Negócios eficiente e, é claro, acompanhamento do mercado.

Ademais, alguns detalhes fazem toda a diferença para os negócios, mas, por muitas vezes, acabam esquecidos pelos empreendedores.

Sendo assim, mesmo as pequenas coisas devem ser levadas em consideração, ainda mais, quando influenciam na lucratividade da empresa.

A importância do planejamento logístico para empreendedores

Os empreendedores devem focar uma atenção especial na logística, isto é, na organização de cargas e fretes.

Muitas vezes, a falta de planejamento pode acarretar em uma má distribuição dos produtos e, com isso, influenciar negativamente a empresa.

Além disso, é preciso escolher os tipos de fretes adequados, de acordo com a carga e mercadoria transportadas.

O frete fracionado tornou-se muito popular entre os empreendedores, pois ele possibilita a divisão do caminhão com outras empresas.

As vantagens são inúmeras, incluindo:

  • Diminuição do preço do frete para o empreendedor;
  • Diminuição do preço do frete para o cliente;
  • Maior vantagem competitiva no mercado;
  • Agilidade no envio de produtos aos clientes.

Existem transportadoras especializadas em fretes fracionados, com experiência em reunir diversas encomendas de inúmeros clientes.

Para isso, elas investem não só em planejamento, mas também em tecnologia, para melhorar cada vez mais o desempenho, com maior agilidade e praticidade.

Em geral, as rotas dos fretes fracionadas são automatizadas, com sistema de rastreamento que permite verificar a rota das mercadorias.

Ou seja, além da economia, os empreendedores também têm a comodidade e a segurança de uma distribuição bem feita.

Além do trabalho de frete, as empresas devem ficar atentas às questões que envolvem o transporte de colaboradores e, mais ainda, do próprio empreendedor.

Em casos especiais como reuniões e confraternizações de empresas, a imagem importa muito, por isso, recomenda-se o uso de carros para executivos, que dão a sensação de confiabilidade e credibilidade aos empreendedores.

Equipamentos que não podem faltar em uma empresa

O sucesso de um empreendimento também depende de investimentos, principalmente nas máquinas e equipamentos da empresa.

O maquinário é o principal responsável por agilizar a produção e facilitar o trabalho dentro dos estabelecimentos, por esse motivo, é essencial ter um planejamento em inovação e tecnologia.

Nos comércios, recomenda-se ter uma maquina de contar dinheiro, ainda mais para locais que operam com trocas financeiras frequentemente.

Estabelecimentos do ramo de alimentação podem ser beneficiados pelas máquinas de contar dinheiro, pois elas oferecem praticidade na hora de verificar a quantidade de dinheiro e, assim, é possível entregar trocos aos clientes de maneira mais rápida.

O mesmo vale para a contadora e classificadora de moedas, que também facilita o trabalho dos estabelecimentos comerciais.

Além disso, com esses equipamentos é mais simples realizar as contas do planejamento financeiro, para que o empreendedor possa focar seus esforços em outros objetivos.

No caso de empresas grandes, como supermercados, uma maneira de evitar filas é adquirir um dispensador de senha bico de pato.

O equipamento é muito comum para senhas de açougues e frios no mercado, mas também pode ter outras finalidades, como senhas de banco e de hospitais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *