NegóciosRoupasUniformes

O setor de confecção de uniformes e suas características

uniformes

O mercado está em constante expansão e por conta desse processo dinâmico passa também por diversas crises. Essas crises atingem alguns setores e outros não e fazem alguns crescerem enquanto outros ficam estáticos.

Neste sentido, o ramo de confecção de uniformes e sua fabrica de camisetas lisas para estampar vem crescendo nos últimos tempos.

Segundo o Serviço de Apoio as Micro e Pequenas Empresas, o SEBRAE, em 2015 a confecção de uniformes estava na lista das 20 atividades que mais cresceram no Brasil tendo uma taxa de crescimento de aproximadamente 114%, com cerca de 627 registros.

Segundo dados complementares da Associação Brasileira da Indústria Têxtil e Confecção (ABIT), o setor de confecção têxtil no mundo é o sexto maior do mundo, sendo no Brasil, em 2017, 1200 empresas industriais como fabrica de camisas lisas, estamparias e outros, gerando cerca de 52 mil empregos diretos.

Deste modo, o mercado de confecção de uniformes cresceu e se expandiu, tornando-se um excelente negócio para quem procura um empreendimento para investir o dinheiro e também o tempo.

Para isto, é importante conhecer as etapas de produção e de vendas desse produto que possuem nuances.

Neste artigo abordaremos essas diferenciações e os processos de produção de uniformes quando saem da fábrica de camisetas lisas até o modelo requerido.

As características do negócio de uniformes

O segmento de confecção de uniformes pode ser enquadrado no quesito moda, entretanto, possuem diferenças significativas, já que a lógica de produção é inversa do mercado tradicional.

Enquanto no mercado tradicional se faz o modelo e vende este modelo para as pessoas, e claro muito bem divulgado nas vitrines e manequim e araras para loja, no ramo dos uniformes é diferente.

Primeiro se vende o modelo, personalizado de acordo com o que o cliente precisa e demanda, como escolha de cores, formatos, tecidos, e outros aspectos, para depois vir a produção.

Outro ponto é a entrega, cada demanda terá um prazo de entrega diferenciado, mas claro, seguindo a lógica da capacidade de produção.

Para que a margem de lucro aumente é importante ter um atendimento personalizado e uma indústria que consiga atender médias e grandes demandas.

Afinal, quanto maior for o número de peças mais haverá a necessidade de comprar camisetas lisas direto da fabrica para confeccionar uniformes e aumentar o faturamento.

Assim, é de grande importância ter bons fornecedores para sua loja e também manter um ponto de venda para apresentar os uniformes já feitos. Lembre-se, um uniforme sempre terá que trazer uma característica de personalização, por isso, apoie e invista nessa ideia.

Venda aos seus clientes personalizações de qualidade e que podem fazer com que os conceitos dos clientes sejam bem atendidos.

Agora abordaremos os pontos para a produção de uniformes. Conhecer o processo de produção é fundamental para todo o processo.

O processo de fabricação de uniformes

Todo o uniforme passa por um processo de fabricação que vai do briefing com os cliente até a passagem das peças pelo aplicador automático de etiquetas. Cada etapa é bem definida para que a peça saia com qualidade.

Para que toda a linha de produção seja garantida é importante sempre investir em inovação, boa matéria-prima, novos equipamentos e em novos processos produtivos.

Algumas das etapas são:

  • Definição do modelo;
  • Modelagem;
  • Corte;
  • Costura;
  • Controle de qualidade.

A definição do modelo é a parte de briefing com o cliente. São feitos os croquis, os desenhos, o esboço final das peças, afinal, um uniforme é composto por camisetas, calças e até chapéus. Feito as especificações iniciais do produto é hora de ir para a modelagem.

A modelagem é quando a peça começa a ser desenhada nos tecidos, portanto, a definição dos detalhes aqui são fundamentais, como tipo de tecido, bolsos, botões e bordados. Feito os primeiros moldes no tecido e definição dos acabamentos é feito o corte.

O corte é quando o tecido ganha o formato da peça. São feitos com máquinas específicas e em algumas indústria manualmente. Cortando todos os moldes passa-se para a costura. Na costura a peça ganha forma, e os aspectos da modelagem vão sendo encaixados como botões, bordados e outros pontos.

Terminado isto a peça é passada para o controle de qualidade que verifica se tudo está certo e então a peça é vendida.

Assim, os negócios de uniforme estão crescendo e se expandindo e para ter sucesso nessa área é importante prestar atenção no controle de qualidade e em toda a linha de produção para que sua marca seja um sucesso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *