Diversão

Parquinho infantil de madeira: A diversão garantida para as crianças

A geração atual cresceu em meio à tecnologia e tem avançado junto a ela. O entretenimento de gerações anteriores, que corriam e brincavam ao ar livre, foi reduzido a ambientes fechados e, mais encolhido ainda, a aparelhos eletrônicos e aos smartphones.

As televisões modernizadas, os computadores, tablets, videogames e os celulares são inseridos na vida das crianças cada vez mais cedo, impactando na socialização com outras crianças e, em algumas, no próprio desenvolvimento quando são criadas apenas nesses ambientes.

A importância de espaços de socialização, como os playgrounds, é ressaltada por especialistas na área pediátrica, que enxergam nesse espaço o estímulo a atividades ao ar livre, o contato com a natureza, contribuição para a aptidão em esportes, além de facilitar o contato e o vínculo com crianças da mesma idade. Dessa forma, para os especialistas, o crescimento torna-se mais saudável – e não somente proibindo acesso ao entretenimento eletrônico, mas equilibrando em tecnologia e diversão externa.

O parquinho infantil de madeira é um dos ambientes que garantem a diversão da criançada. A fim de garantir a segurança dos pequenos, a ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) estipula algumas normas para esses espaços, nos quesitos de montagem e manutenção do ambiente. Portanto, para ser construído um projeto de parquinho de madeira é de extrema importância estar atento a elas.

A ABNT também indica que o parquinho de madeira seja utilizado por crianças com idade a partir de 7 anos, pois esse material traz conforto, durabilidade e se adapta às características dessa faixa etária – crianças que precisam desenvolver suas habilidades motoras. Outras orientações dizem respeito à confecção dos brinquedos, que devem ter um revestimento atóxico (que não cause reações alérgicas), acabamento liso, sem pontas, nem lascas e parafusos, e pregos com proteção.

Dessa forma, as crianças podem brincar tranquilamente no parquinho de madeira e os pais ficarem tranquilos sabendo que a saúde deles, bem como a diversão, está protegida.

Uma estrutura adequada pode favorecer as crianças, os responsáveis e os negócios

Portanto, esses ambientes necessitam de uma manutenção rigorosa e detalhista, a fim de manter o bom estado, qualidade e resistência dos materiais, evitando acidentes. Os playgrounds podem ser feitos a partir da madeira, como está sendo mencionado, mas também, podem ser feitos de plástico (indicado para bebês por terem superfícies mais lisas e retilíneas).

Entretanto, o parque infantil de madeira tem maior durabilidade por se tratar de uma estrutura com uma constituição física muito mais forte e resistente que o plástico. A umidade é um dos seus piores inimigos, ocasionando a proliferação de bactérias e insetos. Por isso, a vistoria nesses equipamentos é essencial, tanto quanto a manutenção detalhista, citada acima.

As madeiras tratadas são as melhores alternativas para garantir a vida útil do parquinho infantil de madeira

Esse tratamento consiste na prevenção de deterioração, com a aplicação de um produto químico que se fixa a madeira e a torna resistente a ação de fungo, cupins e outros insetos. O playground de madeira eucalipto, por exemplo, normalmente dura três anos. Com o tratamento da madeira, a vida útil sobe para vinte anos, em média. Além disso, a maioria da madeira utilizada nesses processos são provenientes de reflorestamento, o que diminui em grande escala o desmatamento. A madeira desses espaços, é de dois tipos mais usuais: o mencionado playground de madeira eucalipto e o playground madeira rustica.

Ainda sobre o projeto parquinho de madeira, outros quesitos importantes e que devem manter o equilíbrio entre si, são: incidência de luz solar, nivelamento do solo e tamanho total. Caso seja possível, abrigar o parquinho embaixo de uma proteção para os raios UV não irem direto nas crianças, seria o ideal. Mas caso não haja alternativa, diferentemente do plástico, a madeira não absorve o calor, sendo outra forma de proteção aos pequenos. O terreno do espaço de entretenimento deve estar com solo apropriado, sem desníveis e sem saliências – e sem grande incidência de umidade como foi mencionado.

Uma orientação geral para escolher o piso do playground, é optar pela grama sintética ou materiais emborrachados (como o E.V.A), que possuem manutenção fácil e barata, e que absorvem o impacto – quesito importante para a rotina de utilização do espaço que, em meios as muitas brincadeiras, o risco de colidir sem querer com outra criança é quase inevitável. Porém, mesmo que o parquinho feito de madeira tenhas diversas vantagens em segurança e proteção e que seja utilizado por crianças maiores, o acompanhamento de um responsável é fundamental.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *