ServiçosTerceirizaçãoTransporte

Veja como são os processos de entrega de documentos

O tempo é fator fundamental para empresas que procuram investir em ferramentas e serviços que aperfeiçoem o prazo de entregas.

Os clientes anseiam, cada vez mais, por um serviço de entrega que seja executado com rapidez. Quando isso é realizado, gera satisfação do requerente, garantindo sua fidelidade.

Sendo assim, existem empresas que contratam motoboy terceirizado, que cobra por corrida. As companhias de motoboys, oferecem serviço às empresas que necessitam de entrega rápida.

Devido a isto, é possível a solicitação de um motoboy por apenas uma corrida, evitando a preocupação de contratação, leis trabalhistas e investimento em veículos, por exemplo.

Muitas empresas oferecem serviços específicos de armazenagem e organização de documentação. Porém, é necessário que esses documentos cheguem até esses locais com segurança e integridade.

Quais são as vantagens em contratar um motoboy?

Caso a empresa precise de entregas casualmente, o serviço terceirizado pode ser a melhor opção. As grandes vantagens, são a diminuição dos custos e a flexibilidade dos horários.

Muitos sites apresentam a possibilidade de fazer uma simulação online gratuita e oferecem a opção de entrega imediata ou de agendamento.

Como a procura é farta, há sites com disponibilidade para entregas em todas as regiões do país e com flexibilidade de preços.

Por exemplo, há serviços de motoboy São Bernardo do Campo vinte e quatro horas, a partir de dezoito reais.

As vantagens de contratar um motoboy são: experiência na área, conhecimento das melhores vias a percorrer, flexibilidade de horários e um veículo apropriado para o trânsito caótico das cidades.

Confira, a seguir, quais documentos o motoboy pode entregar:

  • Pessoais: certidões, certificados, atestados, diplomas, escrituras e registros;
  • Contratos: a maioria precisa de assinaturas de próprio punho de diversas partes;
  • Documentos jurídicos e de contabilidade: procurações e documentos para gerar balanços mensais ou impostos de renda;
  • Documentos bancários: contratos de empréstimo depois de assinados, títulos, boletos e contas;
  • Exames médicos: com a correria do cotidiano, isso tem ajudado muitos pacientes, com exames que não podem ser retirados pela internet;
  • Dados de imprensa: empresas de mídia impressa que reúnem grandes quantidades de material;
  • Documentos sigilosos: neste caso, deve ser utilizado um protocolo de entrega de documentos, assinado pelo destinatário no momento da entrega, certificando de que o documento foi entregue devidamente lacrado.

Cumprindo todas essas obrigações, o serviço de motoboy garante a velocidade e a destreza necessárias para essas tarefas. É possível que o requerente faça agendamentos de motoboys pela internet, facilitando todo o processo de mediação.

Antigamente, era necessário contratar uma empresa de rastreamento para monitorar a entrega. Com o avanço da tecnologia, é possível realizar o rastreamento em tempo real do local dos entregadores, fazendo uso dos GPS’s inseridos em seus smartphones.

Os itens de segurança utilizados pelo motoboy

Assim como muitas profissões, é necessário que o motoboy cumpra com algumas regras de segurança e proteção, sendo uma delas o uso da direção defensiva.

A direção defensiva é uma prática obrigatória, que trabalha a capacidade do motociclista saber o que fazer diante de situações que o deixem em perigo.

Portanto, é fundamental que o motoboy faça uso dos equipamentos de segurança. Entre os itens fundamentais, para a prática da direção defensiva pelos motoboys estão:

  • O capacete: sempre com viseira fechada, com o selo do Inmetro e adesivos reflexivos;
  • Luvas: tornam a pegada nos punhos mais segura e protegem contra lesões em caso de quedas;
  • Joelheiras e cotoveleiras: protegem o motociclista de escoriações, porém muitos modelos de calças e jaquetas já saem de fábrica com esses itens acoplados;
  • Colete refletivo: item obrigatório e serve para que o motoboy seja avistado de longe, evitando colisões;
  • Antena corta-pipas: também um item obrigatório, pois existem muitos relatos de linhas com cerol, que atingem o pescoço do motoqueiro;
  • Mata-cachorro: protegem as pernas do condutor, são armações metálicas instaladas nos chassis das motos.

Além de todos esses itens, um dos mais importantes é a bota de segurança masculina com ca que, também é obrigatória.

Pois, além de proteger os pés do motociclista em casos de colisões ou quedas, é indispensável nos dias de chuva.

Além disso, esse tipo de calçado é considerado um equipamento de proteção individual (epi). Também é útil para que o piloto não queime o pé no escapamento.

A bota masculina é diferenciada por, geralmente, ser confeccionada em couro, com fechamento elástico nas laterais.

Esse calçado se divide entre Monodensidade e Bidensidade.

Na primeira opção, é realizada apenas uma injeção de poliuretano no solado, ao passo em que na segunda, são realizadas duas injeções.

A bota de cano longo possui a mesma divisão, porém oferece maior proteção à extensão da perna, evitando que acidentes possam prejudicar o bem estar do motoboy.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *