EquipamentosProdutosSegurança

Qual é a importância do treinamento para brigada de incêndio?

Em uma edificação qualquer, seja ela prédios comerciais, residenciais ou indústria é imprescindível que os ocupantes estejam preparados para o início do combate e prevenção de eventuais focos de incendios.

Essa medida cautelar, garante a preservação da vida de todos os ocupantes e colaboradores envolvidos, uma vez que o foco se espalha de forma rápida e imprevisível.

A ação rápida dos profissionais, pode garantir a integridade física das pessoas dentro desse incidente. O treinamento contra incêndios, garante a segurança dos ocupantes de qualquer edifício e o abandono do local de forma correta e ordenada.

Em alguns casos mais graves, onde existe feridos, a brigada treinada também é responsável pelos primeiros socorros, enquanto aguarda a presença de médicos e bombeiros no local.

Esse treinamento pode ser realizado diretamente no corpo de bombeiros de São Paulo ou através de outros centros e empresas especializadas na segurança do trabalho.

Como o treinamento para brigada de incêndio é aplicado?

O treinamento para brigada de incendio divide-se em três aspectos principais, sendo eles:

Equipamentos

Quantidade e utilidade planejada, de forma a garantir segurança e prevenção, através da análise do potencial de incêndio de cada local, número de ocupantes da edificação e área total ocupada e desocupada do prédio.

Manutenção

Verificação constante dos equipamentos disponibilizados, garantindo seu funcionamento no momento em que forem necessários. E também sua substituição, em caso de danos, mau funcionamento ou, se porventura, o equipamento se tornar obsoleto.

Treinamento

Equipe treinada para eventual emergencia, o edifício deve contar com colaboradores treinados para usar, de forma eficiente e rápida, os equipamentos de emergência e garantir a segurança dos envolvidos.

Esses três pontos básicos, funcionam como uma grande engrenagem e precisam estar sempre em sintonia. No caso de um incêndio, o tempo de ação é bastante curto.

E decisões precisam de tomadas rapidamente, garantindo a segurança de todos os presentes. Para garantir uma brigada eficiente, precisamos levar em conta alguns pontos cruciais.

Primeiramente, é escolher colaboradores com certificado de brigada de incêndio atualizada. Posteriormente, precisa-se criar um mapa de mensuração de riscos.

Nesse estudo serão analisadas características estruturais do espaço, em paralelo com a quantidade de pessoas que os ocupam. E a partir disso, é possível determinar quais equipamentos são necessários e suas quantidades.

Qual a importância de pessoas qualificadas no local?

Para uma análise de riscos eficiente, conte sempre com um bombeiro civil, que pode lhe auxiliar com uma visão profissional, além de muita experiência no assunto.

Para uma melhor compreensão do trabalho do brigadista e como os escolher de forma mais assertiva, vamos descrever as principais funções desses profissionais:

  • Orientar as pessoas de forma coordenada e ordenadas para um local seguro, garantindo a evacuação rápida e liberação das saídas de emergência;
  • Prestar os primeiros socorros, antes da chegada dos profissionais;
  • Treinamento dea – Treinamento focado no uso do Desfibrilador Externo Automático, objetivando restaurar o ritmo cardíaco e funções vitais do paciente – esse treinamento normalmente está incluso no treinamento de primeiros socorros;
  • Combate aos focos iniciais de incêndio;
  • Avisar imediatamente corpo de bombeiros;
  • Orientações gerais da situação, para o corpo de bombeiros, a partir de sua chegada.

Composição brigada:

A composição da brigada de incendio, é diferente para cada caso e é determinada através de algumas variáveis, como área externa e interna, ocupantes da edificação e potenciais de riscos.

Por exemplo, uma fábrica de fogos de artifícios, precisa de uma brigada maior e mais treinada do que um edifício comercial pequeno.

Algumas condições básicas, são exigidas para quem quer se tornar um brigadista certificado, o profissional precisa possuir algumas características básicas.

Primeiramente, não pode ser analfabeto e obrigatoriamente maior de dezoito anos, no caso da empresa não encontrar profissionais aptos, a principal obrigação é a maioridade.

O treinamento se divide em três tipos

  • Básico: Essencial para espaços com baixo risco e número de ocupantes;
  • Intermediário: Necessário para grandes prédios ou centros comerciais;
  • Avançado: Para espaços de alto risco e número de ocupantes envolvidos.

A partir desse básico conhecimento, já é possível encontrar um norte para sua escolha de brigadistas e entender melhor quais funções eles estão aptos a fazer.

Além disso, é imprescindível a conscientização da importância desse serviço e seu papel na prevenção de catástrofes e salvamento de vidas.

Encontre o profissional adequado e a empresa que melhor atender a sua necessidade e, a partir disso, desfrute de um ambiente seguro para vocês e seus colaboradores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *