DicasEquipamentosSegurançaUniformes

Sinalização de segurança: sua importância no ambiente de trabalho

Hoje em dia, a preocupação com a limpeza e segurança dos itens vem chamando a atenção e sendo destaque nos produtos e de atração de clientes. Para se ter uma ideia, muitas lojas de aparelhos eletrônicos já vendem com seus aparelhos vidrinhos de álcool isopropílico celular para a limpeza adequada do fone.

Além dessa preocupação, os aplicativos de serviços tem colocado diversos códigos de criptografia, sistemas de segurança, e etapas de verificação cada vez mais complexas. Por exemplo, em sites de transporte, como traslado executivo, é preciso preencher formulários e passar por etapas de confirmação antes do produto ser confirmado. Tudo isso para garantir a segurança.

Se pararmos para pensar, verificaremos que a segurança não é somente com relação a roubo de dados ou de objetos, mas ela atua em todos os âmbitos que nos movemos, principalmente no trabalho.

Pensando nisso, dentro da área de segurança, surge uma matéria que se tornou disciplina intitulada segurança do trabalho.

A segurança do trabalho é, de maneira geral, entendida como a ciência que estuda os diversos tipos de proteção para os trabalhadores e o ambiente na qual eles atuam.

Tudo isso para garantir uma melhor qualidade no ambiente de trabalho.

As empresas usam para divulgar a importância da segurança do trabalho estrategias de marketing interno, para que todos os colaboradores tenham ciência da sua existência.

Seja para realizar traslado executivo adequado para os profissionais ou implementar o ambiente como um todo, confira a seguir mais informações sobre como melhorar a segurança no seu escritório.

Sinais de segurança dentro do ambiente de trabalho

A sinalização é uma importante forma de trabalhadores e visitantes serem comunicados. Não somente isso, a sinalização também pode indicar uma causa ou um grupo.

Nesse contexto, grupos de ciclismo – por exemplo – usam uniformes específicos como a camisa de ciclismo personalizada e faróis nas bicicletas para serem identificados como tal e os motoristas ficarem atentos a sua presença, evitando acidentes.

Já a sinalização dentro do ambiente de trabalho tem essas características, que são de informar ao colaborador que tipo de ambiente ele irá atuar, se tal acesso é de modalidade restrita, além da indicação do uso ostensivo dos equipamentos de proteção individual – conhecidos como EPI’s.

As placas de sinalização de segurança devem ser sempre bem claras com poucas palavras. Uma dica nesse sentido é o uso de símbolos, que são de entendimento internacional.

Além disso as cores devem ser padronizadas, principalmente quanto ao perigo. Elas também devem dar, dependendo da placa, informações adicionais sobre o local.

Existem também os sinais luminosos e sonoros, que chamam a atenção para o perigo que ali pode ocorrer.

Tipos de sinalização de segurança

Existem quatro tipos básicos de sinalização de segurança. São elas:

  • Sinais de obrigação;
  • Sinais de perigo;
  • Sinais de aviso;
  • Sinais de emergência.

Os sinais de obrigação sempre se referem a obrigatoriedade do uso do EPI ou demais procedimentos para evitar os acidentes de trabalho.

Já os sinais de perigo são aqueles que indicam os perigos de determinado local, ou seja, precaução. Além disso, ele também pode ser usado como um indicativo de que tal local deve ser evitado. As mensagens mais comuns nesse tipo de sinalização são:

  • Área restrita;
  • Alta tensão;
  • Risco de queda de objetos;
  • Risco de contaminação.

Os sinais de aviso são aqueles que apontam para um atitude perigosa que não pode ser realizada em determinado local pois podem causar acidentes. As placas com esses sinais tem mensagens com indicação de material inflamável e radioativo.

Já os sinais de emergência são aqueles que indicam as saídas de emergência e rotas de fuga, além de apontar para os equipamentos de emergência. Ajudam resolver os problemas de forma mais imediata.

A sinalização pode ser feita de diversas formas, mas a principal delas é em formato de placas e, caso seja feita dessa forma, deve ser produzida em metal e seguir dimensões padronizadas.

As placas precisam ser colocadas em locais de alta visibilidade e que atenda a uma comunicação imediata e bem clara. Caso a placa seja para um aviso temporário, assim que o problema for resolvido, é necessário retirar a placa.

Em alguns casos, principalmente com sinalização noturna, as placas precisam receber tratamento luminoso.

Há também a sinalização gestual, que é usada mais durante o deslocamento de equipamentos e produtos e seguem regras de padronização dos símbolos visuais. É muito comum a sinalização gestual durante engarrafamentos, no qual os profissionais de trânsito organizam o tráfego.

Assim, as placas e a segurança do trabalho tem uma relação íntima, sendo essenciais para que os colaboradores possam trabalhar de forma segura e tranquila.

Desse modo, é imprescindível que as empresas invistam cada vez mais na segurança do trabalho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *