EmpreendedorismoManutençãoServiços

Treinamentos e manutenções importantes para empresas

Administrar uma empresa é algo extremamente complexo. Por mais que isso seja verdade para um negócio em praticamente qualquer ramo, em alguns deles a dificuldade é ainda maior. Isso porque em determinadas atividades, a preocupação com a segurança no trabalho deve ser redobrada.

Esse é o caso, por exemplo, da indústria, em que os trabalhadores normalmente manipulam objetos em alta temperatura, substâncias corrosivas e até mesmo realizam trabalhos em grandes alturas.

Tudo isso exige um cumprimento atento das normas do setor, de modo a evitar acidentes.

Isso, por sua vez, só acontece caso a empresa adote a postura de fornecer treinamentos aos funcionários. Do contrário, eles não saberão como se proteger de doenças ocupacionais e acidentes de trabalho. Isso representa um risco considerável à saúde e, até mesmo, a vida.

Continue lendo o artigo e confira alguns treinamentos que você deve fornecer para a sua equipe para evitar acidentes de trabalho e doenças ocupacionais.

  1. Treinamento de ergonomia

Há quem pense que os profissionais que atuam em escritórios, realizando tarefas administrativas, não correm nenhum risco inerente à sua função.

Isso, contudo, está errado: há uma série de riscos ergonomicos para todos que passam o dia sentados e trabalhando no computador. Entre esses riscos, estão:

  • Repetitividade;

  • Postura inadequada;

  • Ritmo excessivo de trabalho;

  • Jornadas de trabalho longas demais.

A boa notícia é que boa parte deles podem ser evitados com uma atitude correta, tomada pelo próprio funcionário. Nesse sentido, basta investir em um treinamento de ergonomia no trabalho para todos os colaboradores.

Como o seu próprio nome diz, esse treinamento consiste em repassar conteúdos a respeito do conceito de ergonomia, dos fatores de risco para problemas ergonômicos e, claro, quais são as principais medidas de prevenção para evitá-los.

Vale ressaltar que ministrar esse tipo de treinamento não é uma opção, pois trata-se de uma obrigação da empresa, prevista na Norma Regulamentadora 17 (NR-17), editada pelo Ministério do Trabalho.

O descumprimento dessa regra pode causar o pagamento de multas por parte do estabelecimento.

  1. Treinamentos de manutenção

No caso de alguns ramos de negócio, há funcionários que podem atuar fazendo a manutenção de objetos e máquinas existentes nas dependências da empresa. Trata-se de algo que é comum na indústria, em que as atividades cotidianas costumam depender fortemente de uma série de equipamentos.

Se for esse o caso do seu estabelecimento, é muito interessante ministrar treinamentos e atualizações a respeito dos itens usados em sua empresa.

Deste modo, os profissionais trabalharão munidos de mais conhecimento e sempre a par das novas tecnologias, o que, por sua vez, tende a torná-los funcionários mais eficientes.

Vale ressaltar que isso, contudo, não se aplica apenas a máquinas: a manutenção de móveis para escritório também deve ser feita por profissionais qualificados.

Do contrário, pode haver problemas com a sua segurança e durabilidade, prejudicando tanto os funcionários que a utilizam quanto os proprietários do negócio.

  1. Simulações de incêndio

Por mais que muitas pessoas ainda tendam a ver incêndios como uma particularidade de edifícios velhos e mal cuidados, a verdade é que tais incidentes podem acontecer em qualquer lugar.

Para se ter uma ideia, estabelecimentos comerciais que lidam com materiais inflamáveis, como fábricas e postos de gasolina, correm um risco ainda maior de focos de incêndio.

Para evitar que tais acontecimentos acabem em tragédia, é muito interessante que todos os funcionários de toda e qualquer empresa façam um treinamento de prevenção e combate a incêndio de forma periódica.

Durante essa formação, eles aprenderão como deixar o edifício de forma segura em caso de fogo, aumentando as chances de que eles passem pelo incidente ilesos.

Em caso de grandes eventos, como um coffee break para 100 pessoas, isso pode fazer toda a diferença.

Por mais importante que esse treinamento seja, é preciso ter em mente que ele não será de grande ajuda caso o estabelecimento não siga as normas fixadas pelo poder público a respeito da prevenção e combate a incêndios.

Por exemplo: De nada adianta contar com hidrantes e extintores em dia e instalados corretamente caso haja um obstáculo para chegar até eles, como uma cadeira escritorio.

Da mesma maneira, é essencial que a empresa conte com uma brigada de incêndio. Trata-se de um grupo de pessoas que frequenta o local de maneira habitual e que tem treinamento em combate de chamas, evacuação e até mesmo técnicas de primeiros socorros. Assim, eles ajudarão a manter todos a salvo em caso de uma ocorrência do tipo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *