AlimentosEmpreendedorismo

Cozinha De Restaurante: Saiba tudo sobre este Empreendimento

cozinha de restaurante

Ao falar de cozinha de restaurante, com certeza você já deve ter se cansado de ouvir falar o quanto a limpeza e higiene são aspectos importantes. Por isso, antes mesmo do seu negócio começar a funcionar, deve-se pensar nessas questões.

Porém, ainda que de fato sejam fatores importantes, há muito mais coisas da qual você deve ter conhecimento. A fim de demonstrar credibilidade para os seus clientes, há uma série de outras questões que você deve se preocupar.

Por isso, no artigo de hoje, iremos falar sobre todos os detalhes que devem ser de seu conhecimento antes de investir nesse negócio. Gostou? Então não deixe de conferir os tópicos seguintes. Sem mais delongas, vamos ao que importa!

Qual a importância da Anvisa nesse empreendimento?

A Anvisa nada mais é do que uma instituição criada em 1999, onde desde o princípio seu objetivo era o de promover a proteção da saúde de toda a população, através do controle sanitário. Por isso, deve submeter produtos e serviços a uma rígida inspeção.

No entanto, é válido salientar que não é só a cozinha de restaurante que deve passar por essa avaliação. Na verdade, a Anvisa também deve submeter outros locais a tal inspeção, como portos, aeroportos, fronteiras e recintos alfandegados, por exemplo.

Mas, no que tange o setor alimentício, a Anvisa deve fiscalizar a fim de garantir a segurança tanto dos profissionais quanto dos clientes. A exigência da touca descartável, por exemplo, é uma maneira de evitar o surto de Doenças Transmitidas por Alimentos – DTAs.

O que a Anvisa fiscaliza?

Esse órgão tem uma responsabilidade bem extensa, mesmo porque as coisas não se resumem apenas a evitar doenças. Na verdade, o trabalho da Anvisa também é evitar que ocorra acidentes, por exemplo. Então dentre a longa lista do que o órgão deve fiscalizar, citamos:

  • Higiene do local;
  • Manejo dos resíduos;
  • Análise do controle de pragas;
  • Se o local possui um responsável técnico;
  • Se toda a documentação está de acordo com a lei;
  • Presença do Manual de Boas Práticas e dos Procedimentos Operacionais Padrão (POP).

Quais são as leis básicas da cozinha limpa?

Quanto a esse quesito, a cozinha de restaurante deve estar de acordo com as normas técnicas da Anvisa, RDC n° 216, o qual fala em maiores detalhes sobre o Regulamento Técnico de Boas Práticas para Serviço de Alimentação.

É essencial que a cozinha de restaurante esteja em conformidade com todos eles, até mesmo para não incidir em multas ou para que seu estabelecimento esteja suscetível a sofrer de indenizações trabalhistas devido a acidentes.

Então, dentre os principais cuidados que a cozinha de restaurante deve ter, podemos citar os seguintes:

Regras gerais

Segundo o que regulamenta a lei, a cozinha de restaurante deve estar sempre limpa e organizada, possuindo telas, controle de pragas e qualquer outro vetor de contaminação. Em relação ao esgoto, o restaurante deve possuir uma rede própria.

Fora isso, o restaurante deve ter cuidado em relação a preservação e higiene de panelas e demais utensílios que se utilizam dentro da cozinha. Em relação ao estoque, jamais guardar produtos de limpeza próximos de alimentos.

Sobre os banheiros

A inspeção da Anvisa também irá averiguar a situação do banheiro. Então, para evitar penalidades, é essencial manter distante do local onde há o preparo e manipulação dos alimentos. Fora isso, deve-se garantir que eles sempre tenham:

  • Papel higiênico;
  • Sabonete líquido;
  • Papel toalha;
  • Álcool em gel;
  • Lixeiras com tampa de pedal etc.

Água

Recomenda-se muito mais do que utilizar água potável. Na verdade, a água deve passar por uma análise a cada 6 meses. Agora, em relação à caixa d’água, ela sempre deve ser tampada, tendo cuidado para não haver infiltrações. Fora isso, também deve passar pela lavagem e desinfecção.

Responsável pela manipulação dos alimentos

A primeira grande dúvida diz respeito à necessidade de usar luvas descartáveis, porém, saiba que a Nota Técnica 49/2020 prevê que a utilização de luvas é indicada em situações específicas, como no caso de trabalhadores que entram em contato direto com alimentos prontos para consumo.

Fora isso, é claro, a pessoa responsável por manusear o alimento deve estar com a sua limpeza pessoal impecável, com uniforme sendo trocado todos os dias, a fim de que eles fiquem sempre limpos e conservados.

Ademais, dentro da cozinha de restaurantes, os trabalhadores devem estar sempre de cabelo preso e, quando se trata de um homem, ele não pode usar barba. Fora isso, é terminantemente proibido o uso de:

  • Relógio;
  • Anel;
  • Maquiagem;
  • Colar
  • Brinco etc.

O responsável por manusear o alimento ainda deve estar sempre com a unha cortada e sem a utilização de esmaltes.